Como emitir boletos com registro

Neste Post iremos explicar todo o processo bancário necessário para iniciar a sua emissão de boletos com registro.

No nosso Sistema os pagamentos caem diretamente em sua conta corrente, e acreditamos que é a melhor forma para você fazer sua cobrança, tanto pelo controle, quanto pela segurança. Para refletir: o que ocorre com o dinheiro dos seus recebimentos se a empresa de pagamentos que recebe seus pagamentos falir? Assustador não?

Por isso, defendemos que o recebimento direto na sua conta corrente é a melhor forma para você trabalhar a sua cobrança.
Desta forma, caso você ainda não emita boletos bancários, é necessário formalizar um convênio de cobranças com seu banco. Trata-se de um contrato que será feito com você e o banco, para permitir que você emita seus boletos. Importante notar que pessoas físcicas também podem emitir boletos bancários, seja para cobrar aluguéis, serviços prestados, honorários, etc.

Neste momento, informe ao seu gerente que você utilizará sistema próprio para emissão e padrão de arquivos CNAB 400. Sistema próprio significa que você gerará os arquivos-remessa. CNAB 400 é o tipo de arquivo que será utilizado para a comunicação com o banco.

“Se o banco já oferece um sistema de emissão de boletos, qual a vantagem de utilizar o Boletomail?”.
Para algumas pessoas o sistema do banco já é suficiente. Mas, caso você tenha necessidade de fazer cobranças recorrentes (mensalidades), saber se seu cliente efetivamente recebeu o boleto via email (AR – aviso de recebimento), colocar um botão de pagamento ou botão de doação no seu site, enviar vários boletos em lote (via batch), gerar boletos via API, o sistema do Banco não o atenderá. Além disso, o banco irá cobrar uma taxa específica adicional quando você emitir o boleto utilizando o sistema deles. E em se tratando de banco, as tarifas não são nenhum pouco competitivas.

Além dos pontos expostos, pense, o que ocorre quando você quiser trocar de banco? Você perderá todo o histórico de pagamentos de seus clientes, bem como os dados cadastrais. Ou seja, você ficará preso ao banco, e não poderá migrar no caso das tarifas ficarem mais caras. Usando o Boletomail, você poderá facilmente fazer esta migração, sem perder nenhum dado. Poderá inclusive, utilizar vários bancos simultaneamente, de acordo com o que for mais interessante no momento em que for gerar o boleto.

Continuando, em cada banco há uma carteira de cobrança que deverá ser solicitada. Carteira é a forma como a cobrança é gerenciada pelo Banco. Para o nosso sistema, recomendamos que você habilite as seguintes carteiras:

Santander: Carteira 101
Itaú: Carteira 109
Bradesco: Carteira 09
Banco do Brasil: Carteira 17-019
Caixa Econômica Federal:  Carteira SIGCB

Após o processo de habilitação estar ok, basta nos enviar um email, para atendimento@boletomail.com.br com os dados:

Banco: ITAU
Agência: [COMPLETE]
Número da conta corrente: [COMPLETE]
Carteira: [COMPLETE]
Titular da Conta (conforme cadastrado no banco): [COMPLETE]
Fantasia para constar nos Boletos: [COMPLETE]
CPF/CNPJ do Titular: [COMPLETE]

Quando recebermos seus dados, cadastraremos sua conta de testes, para que você faça os seus testes sem compromisso durante 1 semana.

Esse post foi publicado em Dicas Boletomail. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Como emitir boletos com registro

  1. Jose Dias disse:

    Quais taxas pagarei utilizando seu sistema?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s